1. Viagem: Bagagem de mão
  • Viagem: Bagagem de mão

    05 janeiro 2017

    Bagagem de mão

    Mega millers compartilha dicas para fazer as malas. Sim, "sentar na mala" é uma delas.

    Fontes: Elizabeth Gianini, vice-presidente de relações governamentais do Sanford Burnham Medical Research Institute. Caroline Dyal, gerente geral do Canary Santa Barbara Hotel. Vamos combinar: Fazer as malas é, muitas vezes, a parte menos divertida de uma viagem, especialmente quando tentamos evitar as taxas extras que a maioria das companhias aéreas cobram. Pedimos a dois profissionais de viagem dicas práticas para que tudo caiba na mala de mão. Elizabeth Gianini, vice-presidente de relações governamentais do Sanford Burnham Medical Research Institute, viaja de avião cerca de 150.000 quilômetros por ano. Caroline Dyal trabalhou mais de 20 anos no setor de hotelaria e hoje é a gerente geral do Canary Santa Barbara Hotel. Ambas acreditam no planejamento antecipado para aliviar o fardo e dispor de todos os recursos, incluindo os do hotel.


    • Invista em uma mala rígida

      "Minha mala favorita é a rígida de quatro rodinhas. Com ela, consigo arrumar uma mala para 10 dias. As quatro rodinhas são melhores pois você empurra ao invés de puxar, e o fato de ser rígida permite que você coloque muitas coisas e, mesmo assim, leve como mala de mão. "A melhor parte é que, se encher demais, você sempre pode sentar nela para fechar”, diz Gianini.


    • Se você tem uma mala de tecido

      Coloque os itens num saco à vácuo, e a escova e os sapatos na parte interior, não nos bolsos externos. "Se você colocar itens volumosos nos bolsos externos da mala, ela nunca caberá no compartimento superior, não importa o quanto você tente", diz Gianini.


    • Planeje seu guarda-roupa por dia

      Faça uma lista para evitar excesso, diz Dyal. "Coloque os itens de pouco peso e, se você estiver indo para um lugar frio, leve o casaco com você e use-o como cobertor no avião".


    • Divida o armário por cores

      “Ao fazer a mala, eu classifico as roupas por cor, levo dois pares de sapatos que combinam com tudo e verifico as combinações possíveis. Por exemplo, meu conjunto de suéter preto vai bem com minha saia tweed, calças creme e outro terninho", diz Gianini.


    • Use seus recursos

      Quando ficar em um hotel, ligue ou mande um e-mail para a recepção com antecedência explicando suas necessidades, diz Dyal. Por exemplo, se precisar passar seu terno ou vestido no vapor para uma reunião logo após sua chegada, avise o hotel. "Desde que saibamos de suas necessidades com antecedência, podemos atender às suas expectativas".


    • Não dobre. Enrole

      "Funciona mesmo com terninhos", diz Dyal. "Coloque em um saco plástico, sem o cabide, e enrole. Ou, depois de colocar no saco, dobre como se fosse uma carta e coloque por cima das roupas na mala. Coloque os itens enrolados no fundo da mala e os terninhos dobrados por cima. Quando chegar ao destino, pendure-os no quarto ou no banheiro enquanto você toma banho".


    • Noções básicas sobre a parte de baixo da mala

      Coloque o essencial no fundo da mala e os acessórios por cima.

      "Coloque os acessórios em saquinhos ziplock, retire o ar, feche e coloque entre as roupas pela mala," diz Dyal. "Outro bom lugar para estes acessórios ensacados são os tênis".


    • Envie pelo correio

      "Há sempre a opção de enviar algo por Sedex 10 para o hotel em que vai ficar hospedado, e você retira na recepção quando fizer o check-in", diz Dyal.


    • Fontes:

      Elizabeth Gianini, vice-presidente de relações governamentais do Sanford Burnham Medical Research Institute.

      Caroline Dyal, gerente geral do Canary Santa Barbara Hotel.